Como planejar gravidez após os 35 anos?

Dra. Patrícia Varella Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana Assistida

A maternidade tardia se tornou uma tendência mundial! Com isso, a impossibilidade de engravidar depois dos 35 anos já se tornou um mito para as mulheres do Brasil. 

Entre 30 e 35 anos a probabilidade de uma gestação diminui de 70 a 60%. 

Já a partir dos 35, as chances de engravidar estão abaixo de 54%, segundo dados estatísticos

Pois é, a capacidade reprodutiva da mulher é reduzida drasticamente com o tempo!

Mas, com o planejamento adequado, é possível vivenciar uma gestação saudável nessa idade. 

Isso significa que o seu sonho de ter um bebê pode não ser afetado pelo tempo. 

Venha entender mais!

Qual é o primeiro passo?

Bem, para iniciar o planejamento de sua gestação após os 35 anos o primeiro passo é procurar uma ginecologista especializada em reprodução humana

Essa profissional possui repertório de conhecimento e técnicas para estudar o seu caso, diagnosticar quais fatores podem atrapalhar sua gestação e indicar o melhor tratamento.

Receber acompanhamento especializado é fundamental para encontrar o procedimento adequado para a sua gestação e obter maiores chances de sucesso!
A seguir, conheça as principais técnicas utilizadas. 

Principais estratégias para engravidar após os 35 anos

É importante destacar que caso você ainda não tenha entrado na menopausa e não possua problemas no aparelho reprodutor, existe a possibilidade de engravidar naturalmente.

Caso tente por alguns meses sem sucesso, uma das seguintes técnicas poderá te auxiliar.

As duas principais técnicas de fertilização assistida são: 

  1. Coito Programado

Esse procedimento é indicado para pessoas que não conseguiram engravidar em função de problemas na ovulação, mas que possuem sêmen e tubas uterinas normais. 

Ela consiste em programar a evolução através de medicamentos que estimulam os óvulos femininos. 

Após o uso da medicação, o casal programa uma relação sexual, durante o período de maior intensidade da ovulação feminina.

Assim, o coito é programado e existem mais chances de fecundação do que naturalmente. 

  1. Fertilização in-vitro

Essa técnica se tornou a principal estratégia para casais com dificuldade em engravidar no Brasil. 

Inicialmente era conhecida como “bebê de proveta” e geralmente leva 02 semanas para ser concluída. 

Bem, o procedimento tem como objetivo reunir os gametas masculino e feminino fora do útero da mulher, em laboratório.

Após o embrião é transferido para o útero onde a gestação será efetuada. 

Portanto, fecunda-se os óvulos fora do útero, visando ampliar as chances de fertilização. 

As quatro etapas do procedimento são: estimulação ovariana, captação dos gametas, cultivo de blastocistos e transferência de embriões. 

Agora que você já conhece as duas principais técnicas de reprodução assistida, veja alguns cuidados gestacionais!

Cuidados gestacionais após os 35 anos

Uma gestação tardia precisa de cuidados dobrados!

Por isso, fique atenta aos seguintes riscos:

  • Chances maiores de eclâmpsia (pressão alta);
  • Diabetes gestacional;
  • Aborto espotâneo;
  • Risco do bebê nascer com alguma modalidade de deficiência;
  • Risco de parto prematuro. 

Para vivenciar uma gestação saudável e bem sucedida, realize um acompanhamento gestacional especializado!

Procure o melhor tratamento!

Não deixe de realizar o sonho de engravidar com mais de 35 anos!

Agende já sua consulta com a Dra. Patrícia Varella e receba um acompanhamento completo!

Preencha o formulário e agende sua consulta

loading...

INFORMAÇÕES DO AUTOR:

Dra. Patrícia Varella Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana Assistida

Médica formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), também fez residência médica em Ginecologia e Obstetrícia na mesma instituição.
CRM-SP nº 93928