Como descobrir se sou infértil?

Dra. Patrícia Varella Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana Assistida

Planejar uma gravidez pode ser emocionante e envolve muita preparação, entre elas, a saúde física do casal. 

A infertilidade feminina é definida pela tentativa de engravidar com relações sexuais frequentes e desprotegidas por pelo menos um ano sem sucesso.

As causas da infertilidade feminina podem ser difíceis de diagnosticar e existem muitos tratamentos, dependendo da causa do diagnóstico. 

Quando consultar um médico

Embora possa ser difícil detectar os sintomas de infertilidade, aqui estão alguns sinais que podem apontar para problemas de fertilidade.

  • Menstruações irregulares: que é causada por problemas hormonais, disfunção da tireóide, hiperprolactinemia ou síndrome do ovário policístico (SOP);
  • Ausência de menstruação: Se você não menstrua há meses, pode ser uma boa ideia procurar orientação médica;
  • Períodos menstruais que dificultam sua atividade diária podem ser um sintoma de miomas no útero ou endometriose;
  • Dor durante o sexo: o sintoma pode apontar para uma condição subjacente, como endometriose ou doença inflamatória pélvica;
  • Sintomas de desequilíbrio hormonal: ganho de peso repentino, perda de cabelo, fadiga constante, dores de cabeça, secreção mamilar, entre outros;
  • Dor e/ou coceira vaginal: infecções como clamídia e gonorreia e micoplasma.

Como acontece a infertilidade?

Para engravidar com sucesso, algumas etapas reprodutivas devem ocorrer:

  • Um dos ovários libera um óvulo maduro.
  • O ovo viaja pela trompa de falópio.
  • O esperma sobe pelo colo do útero, em direção ao útero, e nas trompas de falópio fertiliza o óvulo.
  • O óvulo fertilizado desce pela trompa de Falópio em direção ao útero e liga-se a ele (implantação) para começar a crescer.

Qualquer coisa que impeça as etapas acima mencionadas pode ser responsável pela infertilidade feminina.

Causas da infertilidade feminina

As causas da infertilidade feminina podem ser muitas conforme a seguir:

  • Distúrbios da ovulação
  • Oclusão tubária
  • Endometriose
  • Causas uterinas e cervicais
  • Idade

Os distúrbios ocorrem quando uma mulher não ovula regularmente ou não ovula. 

Condições como a Síndrome do Ovário Policístico, a presença de excesso de prolactina ou insuficiência ovariana prematura podem criar distúrbios de ovulação.

A doença inflamatória pélvica ou DSTs podem causar bloqueios nas trompas de falópio. 

Cirurgias pélvicas anteriores envolvendo as trompas de Falópio também podem aumentar suas chances de infertilidade.

A endometriose é uma condição de 1 em cada 10 mulheres no Brasil

A doença faz com que o revestimento interno do útero, conhecido como endométrio, se liga e cresce em outras áreas. 

Esse crescimento de tecido e sua remoção cirúrgica podem causar cicatrizes e impedir a fertilização.

A estenose cervical (um colo do útero estreitado) ou a falta de muco cervical geralmente dificultam a passagem do esperma pelo colo do útero até o útero.

À medida que as mulheres envelhecem, geralmente se torna mais desafiador para elas conceber. 

A qualidade e a quantidade de óvulos começam a diminuir no início dos 30 anos e caem ainda mais quando a mulher se aproxima dos 40 anos. 

Conte com uma especialista

Algumas causas da infertilidade não são explicadas, outras limitações podem ser superadas com tecnologia e atendimento especializado.

Para isso é fundamental contar com o suporte de quem tem experiência. Conheça a Dra. Patrícia Varella e esteja tranquila sobre os caminhos escolhidos para a sua concepção.

Preencha o formulário e agende sua consulta

loading...

INFORMAÇÕES DO AUTOR:

Dra. Patrícia Varella Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana Assistida

Médica formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), também fez residência médica em Ginecologia e Obstetrícia na mesma instituição.
CRM-SP nº 93928