Ginecologista: Como é a primeira consulta?

Dra. Patrícia Varella Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana Assistida

A primeira vez que uma garota vai ao ginecologista é um momento de transição e diversas dúvidas, principalmente sobre o que diz respeito à primeira menstruação, menarca.

Muitos são os questionamentos a se fazer, além da timidez. Por isso, você deve escolher um profissional capacitado que construa uma relação de confiança e que tire todas suas dúvidas de maneira comprometida!

Será que devo ir sozinha na minha primeira consulta no ginecologista? 

Após os primeiros sinais de puberdade é recomendável levar as meninas para a sua primeira consulta no ginecologista. Toda garota tem direito adquirido por lei de entrar na consulta com o seu ginecologista sem qualquer acompanhante. 

O médico deve guardar sigilo dos assuntos conversados durante a consulta, a menos em casos de doenças e complicações em pacientes menores de idade.

Como funciona a primeira consulta no ginecologista?

Se o seu medo são os exames, como o de toque, ou algo invasivo, como o papanicolau, na primeira consulta com o ginecologista, fique tranquila. 

Esse primeiro contato entre médico e paciente serve para oferecer orientações gerais sobre anatomia, higiene e cuidados, tirar dúvidas e falar sobre sexo seguro. 

Porém, isso não torna esse encontro menos importante. É o início de uma relação que pode durar por anos e deve ser o mais honesta possível entre as duas partes. A responsabilidade de qualquer ginecologista é, em primeiro lugar, com sua paciente!

Já tive relação sexual mas nunca fui ao ginecologista 

Não precisa se desesperar, pois seu ginecologista não será a pessoa a julgar suas escolhas, mas ele pode te orientar para que a relação sexual seja mais confortável e segura. 

É difícil não sentir vergonha de falar sobre a primeira vez, mas se você se esforçar um pouco pode aproveitar muito mais sua consulta e fazer dela uma ferramenta para aproveitar melhor a sua vida.

Dúvidas frequentes da primeira ida ao ginecologista

Sua visita ao ginecologista não é só sobre sexo. É sobre hormônios, mudanças corporais e comportamentais. É uma maneira de conhecer melhor seu próprio corpo.

Se você ainda é virgem, provavelmente não precisará de um exame de toque ou papanicolau, mas, caso precise, fique tranquila que não costuma doer. 

Prepare-se para dar mais detalhes sobre seu ciclo menstrual, por exemplo, isso pode dar uma boa idéia de como anda a sua saúde reprodutiva e ajudará seu ginecologista a decidir, por exemplo, qual pode ser o melhor tipo de contraceptivo para ser usado em conjunto com a camisinha.

O mais importante aqui é que você tenha plena consciência de que na sua primeira consulta com o ginecologista, quem deve estar no controle é você e caso aconteça alguma coisa que te faça se sentir desconfortável, questione, afinal, é da sua saúde que isso se trata e não há mal nenhum em perguntar, não é mesmo?

Artigo escrito pela Dra. Patrícia Varella

Ginecologista, obstetra e especialista em reprodução humana assistida

Preencha o formulário e agende sua consulta

loading...

INFORMAÇÕES DO AUTOR:

Dra. Patrícia Varella Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana Assistida

Médica formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), também fez residência médica em Ginecologia e Obstetrícia na mesma instituição.
CRM-SP nº 93928