Quais são as etapas da fertilização in vitro?

Dra. Patrícia Varella Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana Assistida

A fertilização in vitro foi realizada pela primeira vez em 1978, segundo fontes históricas, e atualmente é uma das principais estratégias de reprodução assistida para casais com infertilidade.

Além disso, muitas mulheres optam por engravidar em idade avançada para priorizar a carreira profissional durante a fase adulta jovem, procurando métodos alternativos de reprodução apenas quando decidem engravidar.

Portanto, as técnicas de fertilização oferecem liberdade para que os filhos cheguem no momento desejado!

Venha entender mais sobre a fertilização in vitro e quais suas etapas.

O que é a fertilização in vitro?

Conhecida como bebê de proveta, esse procedimento consiste em coletar gametas femininos e masculinos para um processo de fecundação em ambiente controlado de laboratório.

Após a fecundação artificial, o óvulo é transferido para o útero da mulher que irá gestar o feto.

Assim, seu principal objetivo é realizar a fecundação dos óvulos da mulher fora do corpo, para que as probabilidades da fertilização acontecer sejam ampliadas.

Deseja saber como funciona o procedimento? Veja a seguir mais detalhes sobre suas fases!

Fases da fertilização in vitro

  1. Estimulação da ovulação

A primeira fase consiste em estimular o processo de ovulação para produzir um número considerável de óvulos maduros aptos a serem fecundados.

Naturalmente a mulher desenvolve um óvulo por ciclo, mas para o processo de fertilização é necessário uma quantidade maior de folículos maduros.

Nem todos os óvulos coletados são fecundados e alguns não chegam a se tornar embriões.

Nessa fase a estimulação da ovulação é realizada através de medicamentos administrados por 8 a 12 dias e também é realizado acompanhamento ecográfico com ultrassom para avaliar o crescimento dos folículos.

Após eles alcançarem o tamanho desejado, aplica-se o hormônio HCG para finalizar o amadurecimento folicular.

36 horas após a administração de HCG é realizada aspiração folicular.

  1. Aspiração folicular (punção)

A punção tem como objetivo retirar dos folículos os óvulos desenvolvidos durante a estimulação da ovulação.

Essa aspiração folicular se dá através de um ultrassom endovaginal. O procedimento é ambulatorial e exige uso de anestesia local ou sedação e dura cerca de 30 minutos.

Para realizá-lo a paciente deve estar em jejum por 06 horas e após a realização deve descansar pelo período de 02 horas em uma sala de recuperação específica.

  1. Coleta de espermatozóide

Após a aspiração folicular, durante o mesmo dia, o companheiro da mulher deverá oferecer uma amostra de sêmen para a fecundação.

O material é colhido no espaço da clínica e logo após, analisado.

A análise tem como objetivo selecionar os melhores espermatozóides para a fecundação.

  1. Fecundação

A última fase é a fecundação.

Nela, os espermatozóides (cerca de 50 e 100 mil) são colocados em contato com a zona pelúcida (camada que reveste o óvulo) e pronto!

Para confirmar que a fecundação foi bem sucedida é necessário visualizar os pró-núcleos através de microscópio após 15 a 20 horas de incubação dos gametas.

Bem, agora você já conhece as 04 fases do processo de fertilização in vitro.

Procure uma ginecologista especialista em reprodução humana

Para lidar com a infertilidade, busque um tratamento adequado e eficiente. A melhor estratégia para cada caso depende de uma avaliação profissional.

A Dra. Patrícia Varella acredita que o desejo de gerar uma criança é natural e legítimo.

Com a intervenção médica adequada, o sonho de uma gestação saudável é possível.

Agende já sua consulta!

Preencha o formulário e agende sua consulta

loading...

INFORMAÇÕES DO AUTOR:

Dra. Patrícia Varella Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana Assistida

Médica formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), também fez residência médica em Ginecologia e Obstetrícia na mesma instituição.
CRM-SP nº 93928