Amamentação

A amamentação é uma forma de nutrir e criar laços entre a mãe e o bebê. Esse processo natural pode ser desafiador no início, mas acaba trazendo diversos benefícios para ambos.

O leite materno contém minerais e nutrientes que, além de ajudar o seu pequeno a crescer, também diminui as chances de: infecções no ouvido, alergias, eczema, asma, vômitos, diarreia, pneumonia, diabetes juvenil, obesidade na adolescência e idade adulta e Síndrome da Morte Súbita Infantil (SMSI).

Entretanto, o bebê não é o único beneficiado. Amamentar fortalece o laço entre mãe e bebê, pois estimula a liberação de ocitocina, o “hormônio do amor”, que também ajuda o útero a voltar a seu tamanho antes da gravidez. Outra vantagem é que a amamentação pode diminuir o risco de desenvolvimento do câncer de mama, câncer de ovário e diabetes tipo 2.

Nos primeiros dias da amamentação, o leite se apresenta como uma substância espessa e amarelada, conhecida como colostro. Esta é a primeira refeição de seu bebê e também sua primeira imunização contra doenças. Nesse estágio, a quantidade de colostro que caberá no estômago do seu bebê é correspondente a uma colher de chá de líquido.

De dois a cinco dias depois do nascimento de seu bebê, o leite se torna mais espesso. Esse leite é produzido na transição do colostro para o leite maduro. O leite materno maduro começa a ser produzido dias após o nascimento e entra em produção completa no final da segunda semana.

Nos primeiros dias é comum que o bebê queira mamar de hora em hora. Isso ajuda a estimular a produção de leite, que se tornará sob medida para a necessidade de amamentação de seu recém-nascido. Com o passar do tempo, a fome passa a ser menos frequente e o bebê começa a mamar a cada 2 ou 3 horas.

Sabemos que a produção do leite materno é baseada na oferta e demanda, ou seja, quanto mais você amamentar ou bombear o leite, mais leite produzirá.

Quanto ao tempo de amamentação, a Organização Mundial da Saúde recomenda a amamentação exclusiva de seu bebê até os seis meses de vida. Depois você deve começar a introduzir uma dieta mais variada, acrescentando sólidos à amamentação até seu bebê completar um ano. Entretanto, não há um tempo pré-definido para parar de amamentar.

Agende sua consulta

Blog e Artigos